domingo, 18 de janeiro de 2009

MISTÉRIO

A nossa existência está envolta em mistério. É ele o grande impulsionador da vida e do conhecimento. O mistério faz parte da nossa essência e deverá fazer parte do nosso existir comum. Só assim teremos motivação para a busca e a procura, que nos levam a crescer.

Ao longo da evolução cultural da Humanidade sempre houve questões que nem os mais sábios podiam responder. Muitas vezes tais questões se tornavam tabu, outras passavam a ser ilustradas por lendas e mitos, que de geração em geração iam sendo relatadas e mantidas na busca dum esclarecimento oportuno. 
Ainda nos dias de hoje, com todo o conhecimento científico e tecnológico de que dispomos subsistem muitas questões que estão fora do nosso entendimento. E quanto mais procuramos as respostas a essas questões, outras se levantam mais indecifráveis ainda. Muito do que temos hoje não são respostas claras e objectivas, mas teorias baseadas em cálculos matemáticos. 
Há determinados mistérios que apenas a matemática pode explicar, daí ela ser tão fundamental no nosso conhecimento actual.

Que é o tempo? Que é o espaço? Será o Universo finito? O que é o finito ou o infinito?

Quando os cientistas procuraram desvendar os segredos do universo, da sua origem e as suas leis, se depararam com mais novas questões, que propriamente com respostas definitivas. Através da física quântica perceberam que muitas das respostas que encontraram já haviam sido descritas pelos antigos sábios místicos das nossas mais vetustas civilizações e culturas (ver "O Tao da Física" de Fritjof Capra).

O mistério estimula a imaginação e esta leva à inventividade. Na essência o Ser Humano é uma criatura de busca permanente e, apenas prosseguindo nessa busca nós alcançaremos o nosso desígnio maior; evoluir.

6 comentários:

Serginho Tavares disse...

Se tudo nos fosse dado de forma fácil e sem nenhum tipo de mistério sobre as coisas ninguém iria buscar mais nada.
E ninguém iria evoluir.





lindo post
te amo

São disse...

Viva o mistério!
Fica bem.

Leandro disse...

O homem,enquanto ser racional, vivi em constante busca, quando não de si mesmo, em busca de esclarecimentos do mundo!

Paulo - Intemporal disse...

Em busca de um mistério que procuro desvendar aqui:

Onde andam os meus pombinhos mais lindos?

Não se abandona assim um padrinho que há muito Vos amadrinha.

:))

Beijos meus lindos!

JCD disse...

amigo,

passa, por favor, pelo Sítio Peludo_____________


este meu abraço assim «««

O Intelectual Distraído disse...

Salvé, again!

:)